sexta-feira, 29 de maio de 2009

Novidades


A Katy, do edwardebella.com, traduziu a entrevista com o Rob Pattinson que saiu na revista TU. Confiram alguns trechos:

ROBERT PATTINSON, O NOVO REI

Ele é o protótipo perfeito de Galã, misterioso, protetor, e viril. Ele é o ícone masculino da década e o dono absoluto do nosso coração!

No hotel Four Seasons em Beverly Hills conversando com Robert sobre como ele se sente agora por estar no meio desse grande fenômeno. Também nos contou alguns segredos: é péssimo para jogar Beisebal, uma música de sua autoria faz parte da trilha sonora do filme Crepúsculo, e de como foi fazer o filme salvador Dali e o trabalho em Lua nova.

FOI FÁCIL PARA VOCÊ SE ENVOLVER COM ESSA IDÉIA DE VAMPIROS?

Não muito. De fato, eu estava tentando interpretar Edward mais humano do que fantástico (Edward mais humano?? me apresenta um humano assim). Claro que pensei que se você for mordido por um deles você vai viver para sempre. Mas acho que conhecer todos os detalhes de sua existência me fez aceitar melhor. Eu sei que Edward foi um garoto comum de 17 anos, que foi mordido por alguém e depois de três dias ele acorda com ansiedade incontrolável de beber sangue humano. Depois de analizar isso e ver que sua vida mudou, que ele nunca dorme, que ele tem muita força e é muito veloz e, que vai viver para sempre, foi díficil para mim imaginá-lo como uma figura humana. Mas eu decidi interpretá-lo sem pensar que ele fosse um vampiro, simplesmente adicionei tudo o que era seu personagem, com a palavra vampiro no topo da lista.


VOCÊ APARECE MUITO LINDO NO FILME, LHE CAUSA ALGUMA PRESSÃO VIVER COM ESSA IMAGEM?

Eu não gosto de me ver, pois me sinto muito estranho, como se eu fosse ficar doente (também, tão branco). Mas também de fato interpretar um vampiro não esta dentro dos meus parâmetros. Já que sempre trato de tirar algo em favor pessoal em tudo o que faço. Mesmo que ache que na maioria das vezes as pessoas gostem mais do personagem do garoto malvado, o que não se importa com nada. E quanto mais malvado ele é, mais atrativo ele fica (oh, se fica!).


VOCÊ ACHA QUE A FAMA É DIVERTIDA OU ABORRECE VOCÊ?

Eu não penso muito nisso (ele nem liga, é tipo a Fran, não tá nem aí pra nada!). Eu quero dizer, nós visitamos muitas cidades promovendo o filme e as pessoas quando nos vêem ficam emocionadas e gritam e tudo isso. Mas quando você deixa a sala de conferência de imprensa, ninguém sabe mais nada sobre você (tem certeza Rob?). E tudo volta a ser como era. É como se você estivesse vivendo duas vidas completamente diferentes. Talvez isso seja diferente quando a sequência sair. Eu ainda estou muito imergido na fase de Crepúsculo e agora eu estou filmando o novo filme, que terá sua própria promoção. Então eu sei o que esperar quando as pessoas chegarem em mim na rua, porque alguns fãs me chamam de Edward (gente norótica), então eu não acho que a fama me afeta. Talvez isso seja diferente quando estreie o segundo filme (Lua Nova).


O QUE VOCE ACHA, DE QUE AGORA, MUITAS MENINAS TENHAM SUA FOTO OU POSTER NO QUARTO?

Desde que aceitei fazer o filme não sabia que seria um filme dirigido especificamente para os jovens. Pensei que se tratava de um filme de um diretor independente que retomaria o tema dos vampiros com uma atriz fazendo coisas doces e inteligentes. Não imaginei que isso se tornaria algo tão grande. (hahahah será que ele chegou a ler o script antes de dizer sim para o papel?)

Fonte: Edward e Bella

2 comentários:

Giuliana disse...

Perfeitoooo! ^^

Sem mais delongas...rs

Babi disse...

INSUPORTAVELMENTE ADMIRAVEL!